Tipos de intervenção

Entrevista de intervenção e diagnóstico

A Avaliação Psicológica assume-se como uma forma positiva e facilitadora da compreensão do funcionamento psicológico. Em cada fase da sua vida, cada indivíduo exprime e/ou revela os seus pensamentos, emoções e crenças das mais variadíssimas formas. No caso das crianças, a avaliação psicológica cumpre um papel fundamental no sentido de detectar emoções ou pensamentos perturbadores que possam estar a afectar o seu bem-estar e a sua vida emocional e que estas crianças mostram dificuldade em exprimir através de palavras.


A Avaliação Psicológica consiste na aplicação de um conjunto largo de provas e entrevistas (ex., à criança, pais e professores, …) que concorrem para a definição do perfil de desenvolvimento geral da criança / adolescente e para o estabelecimento do seu grau de ajustamento em relação ao esperado para a sua faixa etária ou etapa de vida.


A Avaliação Psicológica tem-se revelado crucial na recolha e síntese de dados acerca do bem-estar emocional, social e cognitivo da criança / adolescente e seu eventual encaminhamento para um serviço de ajuda.


A Avaliação Psicológica decorre de um conjunto de situações, de entre as quais se destacam: (1) entrada no 1º ano do ensino básico; (2) despiste da dislexia; (3) dificuldades de aprendizagem; (4) dificuldades relacionais; (5) problemas de comportamento; (6) perturbações do comportamento alimentar; (7) perturbações de eliminação (enurese / encoprese), …


A Avaliação Psicológica acontece num processo faseado, a saber:

1. Sessões de entrevista e aplicação de provas;

2. Elaboração do relatório com base nos resultados e conclusões acerca do mesmo;

3. Sessão de entrega do relatório com discussão acerca dos resultados, delineamento de possíveis soluções e potencial indicação de encaminhamento para o serviço de ajuda adequado.